Comissão prepara Texto-Base da Campanha da Fraternidade Ecumênica

Com a proposta de resgatar a importância do diálogo em meio ao contexto de polarização em nosso país, a Comissão da Campanha da Fraternidade Ecumênica (CFE) de 2021 se reuniu na quarta-feira, 11 de março, em São Paulo (SP), para dar continuidade aos encaminhamentos de produção do texto-base que irá orientar atividades relacionadas à CFE.
 
A campanha ecumênica é realizada a cada cinco anos pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e pelo Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC).
 
Organizado no método ver, julgar e agir, o subsídio vai apontar uma série de iniciativas que ajudarão a colocar em prática as propostas incentivadas pela Campanha.
 
Essa será a primeira vez, em quase 60 anos, que o diálogo aparece como temática da Campanha da Fraternidade – que recebeu mais de 100 propostas de tema.
 
A conclusão do texto-base da campanha será no Seminário Nacional, de 16 a 19 de julho, no Centro Cultural Missionário (CCM), em Brasília (DF).
 
Cartaz e Música-Tema
 
Em relação aos editais para o música-tema e cartaz da CFE 2021, os prazos foram prorrogados.
 
Para o cartaz as propostas podem ser enviadas ao CONIC até o dia 13 de abril e para o hino até o dia 31 de maio.
 
Campanhas Ecumênicas
 
A última Campanha da Fraternidade Ecumênica realizada pela CNBB e pelo CONIC foi em 2016 com tema “Casa comum, nossa responsabilidade” e lema “Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca” (Am 5.24), com foco no saneamento básico, desenvolvimento, saúde integral e qualidade de vida aos cidadãos.
 
A primeira Campanha da Fraternidade Ecumênica foi realizada em 2000, com o tema “Dignidade humana e paz” e lema “Novo milênio sem exclusões”. A segunda, em 2005, abordou “Solidariedade e Paz” e “Felizes os que promovem a paz”. A Campanha de 2010 tratou da “Economia e Vida”, a partir do lema “Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro”.
2020-03-18T15:15:26-03:00

Deixe um Comentário