Inscrições abertas: Curso Latino-americano de Formação Pastoral 2020

Manipulação das mídias em contexto urbano: desafios e esperanças em tempos de pandemia

INSCRIÇÕES ENCERRADAS

CLIQUE AQUI PARA LER EM ESPANHOL

Data: 22 de agosto a 26 de setembro de 2020

Apresentação

A globalização da comunicação trouxe ganhos sociais incomensuráveis do ponto de vista da melhoria da qualidade técnica e da rapidez com que as informações chegam aos locais mais distantes e pode ajudar a fazer do planeta uma comunidade sem fronteiras. O fenômeno se ampliou com a difusão dos celulares e a criação das redes sociais. No entanto, além desta melhoria não chegar a todas as pessoas por suas condições financeiras e sociais, a manipulação midiática é algo que se torna cada vez mais presente nos contextos religioso, político e social. Os meios de comunicação, em nível mundial, sempre estiveram direta e fortemente atrelados aos interesses privados da classe dominante e com poder de persuasão sobre as classes dominadas. Com tanto poder, os meios de comunicação de massa fazem uso de macetes discursivos e políticos para manipular o povo, já que esses veículos de “informação” e de “publicidade” de empresas, partidos e governos, são grandes formadores de opinião e conseguem aumentar, cada vez mais, os níveis de alienação social. Em nome da promoção do lazer, do entretenimento e do consumo, estas mídias desestimulam o público a pensar e a refletir sobre questões ligadas à política, às pessoas e ao meio em que vivem. Além disso, são usadas para fins de controle e manutenção de uma sociedade capitalista, segundo o interesse de quem detém o poder econômico.

Muitas Igrejas fazem também das mídias o seu palco de arregimentação de fieis e de proselitismo. Além disso, tem sido instrumento de convencimento, não só espiritual e religioso, mas de escolhas políticas, com argumentos baseados em perspectivas fundamentalistas. 

Os movimentos sociais com sua militância política, sindical e social, assim como as igrejas e suas pastorais, são chamadas a tomar consciência da realidade e a interpelar a sociedade e os poderes públicos acerca dos perigos da manipulação das informações; a alertar sobreo cunho ideológico presentes na programação dos noticiários e de entretenimento e a estimular o uso responsável e crítico da mídia e das redes sociais.

Na busca para se conhecer formas alternativas ou contra hegemônicas de comunicação que atendam aos interesses sociais coletivos, especialmente os das classes dominadas pelo sistema capitalista, o CESEEP ofereceu, em 2019, este curso no formato presencial. Além do conhecimento teórico sobre o tema, fez-se um esforço de compreensão de como as mídias alternativas ou comunitárias, em oposição à “grande mídia”, podem contribuir com a experiência de um novo modelo de comunicação, com a responsabilidade de se educar as pessoas frente à realidade em que vivem, no sentido de transformá-la.

Neste ano (2020), quando estamos obrigados ao isolamento social, em virtude da pandemia COVID-19, o CESEEP segue as orientações da OMS no que refere ao cuidado com a prevenção e proteção das pessoas quanto ao contágio pelo coronavírus, incluindo a de se evitar aglomeração de pessoas. Por mais importante que seja a presença e convivência de pessoas de diferentes lugares e culturas durante o processo de formação, na perspectiva da Educação Popular, o CESEEP optou por oferecer a possibilidade de estudo e reflexão sobre este tema, no formato online. 

A programação vai conciliar momentos de estudo, de debate e de partilha entre cursistas, com a assessoria e a coordenação do curso. Vai tomar as experiências de cada um/uma como ponto de partida para a reflexão e finalizar com a sistematização dessas experiências e a busca do que fazer para transformar a realidade das comunicações. Pedimos que tragam a realidade de cada país, especialmente nesse tempo em que todos sofrem a virulência e as consequências da pandemia COVID-19.

INSCRIÇÕES
Valor: 200 reais (Brasil) /40 dólares (outros países)
Inscrições pelo site do CESEEP: www.ceseep.org.br
Informações: formacaopastoral@ceseep.org.br / WhatsApp: +55 11 96666-5697
Tefelefone: +55 11 3105-1680

Programa Curso Latino-americano de Formação Pastoral 2020 

BLOCO I: APRESENTAÇÃO, INTRODUÇÃO + METODOLOGIA DA EDUCAÇÃO POPULAR

Período: 22 a 29 de agosto de 2020 Apresentação do curso (22 e 23/08)
(2 horas de leitura, em horário livre)
Videoconferência de acolhida – 23/08 (domingo), 15h-18h
Cremildo José Volanin (coordenador do curso)

Educação Popular: conceitos e prática na América Latina e Caribe
Vídeo e textos: 24 a 28/08)
(2 horas de estudo em horário livre)
Lourdes de Fátima Paschoaletto Possani

Análise de conjuntura Latino-americana
(1 hora de estudo / horário livre)
Live: 24/08, (segunda-feira) – 15h-18h
Eduardo Dias de Sousa Ferreira

Partilha das práticas
Videoconferência: 29/08 (sábado) – 09h-12h
Lourdes de Fátima Paschoaletto Possani, Cremildo José Volanin e José Oscar Beozzo

Guerra de informações e manipulação das mídias: perspectiva histórica
(2 horas de estudo / horário livre)
Videoconferência: 29/08 (sábado) – 15h-18h
José Oscar Beozzo

BLOCO II: MÍDIAS HEGEMÔNICAS E CONTRA HEGEMÔNICAS

Período: 31 de agosto a 05 de setembro de 2020
Hegemonia e produção da (des)informação como estratégia de manipulação
(2 horas de estudo / horário livre)
Videoconferência: 03/09 (quinta-feira) 15h-18h
Jorge Miklos

Diálogo Avaliativo do Processo
(Videoconferência: 05/09 (sábado) – 14h-15h
Coordenação: Cremildo José Volanin

Mídias Alternativas e contra hegemônicas: conceitos e alternativas
(1 hora de estudo / horário livre)
Live: 05/09 (sábado) – 15h-18h
Juçara Terezinha Zottis e Cilto José Rosembach

BLOCO III: BÍBLIA E COMUNICAÇÃO

Período: 07 a 12 de setembro de 2020
Comunicação e religiões: da tradição oral às redes digitais (Vídeo e textos: 11/09)
(2 horas de estudo / horário livre)
Magali Cunha do Nascimento

A comunicação no contexto bíblico e sua influência na pastoral urbana
(2 horas de estudo / horário livre)
Videoconferência: 12/09 (sábado) – 15h-18h
Rafael Rodrigues da Silva

BLOCO IV: PASTORAL URBANA E COMUNICAÇÃO

Período: 14 a 19 de setembro de 2020
A comunicação na pastoral urbana: olhar crítico e compromisso social
(2 horas de estudo em horário livre)
(Vídeo e texto: 17/09)
Paulo Eugênio de Lima

A pastoral urbana e os meios de comunicação da América Latina e Caribe: desafios contemporâneos (2 horas de estudo em horário livre)
Videoconferência: 18/09 (sexta-feira) – 15h-18h
Raul Martinez Arreortua

Pastoral Urbana no universo católico e evangélico (2 horas de estudo em horário livre)
Live: 19/09 (sábado) – 15h-18h
Fernando Altemeyer Junior e Haidi Jarschel

BLOCO V- SISTEMATIZAÇÃO E AVALIAÇÃO

Período: 21 a 26 de setembro de 2020
Sistematização das ações pastorais/sociais de comunicação em tempos de pandemia
(Vídeo e textos: 21 a 24/09)
(2 horas de estudo em horário livre)
Lourdes de Fatima Paschoaletto Possani

Avaliação formal – 24/09 (horário e duração)
Instrumento pelo Google Forms
Cremildo José Volanin

Socialização da sistematização, avaliação e mística
Videoconferência: 25/09 (sexta-feira) – 15h-18h

Atentar para o fuso-horário de cada país. Exemplos: Quando for 15h no Brasil: Argentina: 15h / México e Equador: 13h / Angola: 19h / Cuba, Chile e Bolívia: 14h / Moçambique: 20h

INSCRIÇÕES ENCERRADAS

CONHEÇA NOSSOS ASSESSORES

Magali Cunha do Nascimento é jornalista e doutora em Ciências da Comunicação. É colaboradora do Conselho Mundial de Igrejas. Membro da Igreja Metodista, autora de inúmeros artigos em livros e em periódicos, escreve semanalmente na coluna Diálogos da Fé, da revista eletrônica Carta Capital. 

 

Juçara Teresinha Zottis é comunicadora popular e membro da equipe de comunicadores da Rádio Comunitária Cantareira. Atua na Pastoral da Comunicação e é colaboradora do Curso de Verão – equipe de comunicação.

 

Cilto José Rosembach é padre católico na Arquidiocese de São Paulo, Coordenador da Pastoral Presbiteral da Região Episcopal da Brasilândia, São Paulo, co-fundador da Associação Cantareira e voluntário no Curso de Verão, na equipe de comunicação.

 

Haidi Jaschel é mestra em Ciências da Religião, teóloga e membro da Igreja Luterana (IECLB). Faz parte da Diretoria do Centro Ecumênico de Serviços à Evangelização e Educação Popular – CESEEP e é assessora na área de Teologia Feminista.

 

Rafael Rodrigues da Silva, assessor e da diretor nacional do CEBI (2018-2020), mestre em Ciências da Religião pela UMESP, mestre em Teologia pelo ITESP, doutor em Comunicação e Semiótica e Livre´docente em teologia pela PUC-SP. Professor do curso de Medicina, da Universidade Federal de Alagoas, campus Arapiraca.

Atuação no CEBI na interpretação e cursos populares de Bíblia nas áreas de Profetismo, Pentateuco, Sabedoria e Apocalíptica. Assessor da Escola da Prelazia de São Félix do Araguaia.

Jorge Miklos, Professor e Pesquisador vinculado do Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade Paulista.  Graduado em História (UNIFAI) e Ciências Sociais (UMESP). Mestrado em Ciências da Religião e Doutorado em Comunicação (PUC-SP). Pós-doutorado em Comunicação Comunitária (UFRJ). Vice-presidente da ABCiber (Associação Brasileira de Pesquisadores em Cibercultura).  O interesse de pesquisa está voltado a evidenciar as interferências das tecnologias digitais de comunicação na economia, sociedade, política e religião.

 

Eduardo Dias de Souza Ferreira, possui graduação em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1987), mestrado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2001) e doutorado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2006). Atualmente é professor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo na Graduação e na Pós Graduação na área de Direitos Humanos com ênfase em Infância e Juventude e Chefe do Departamento de Direitos Difusos e Coletivos. Integra o corpo docente dos cursos de especialização da Escola Superior do Ministério Público de São Paulo. É também 15º PJ da Infância e Juventude da Capital, com atribuições na área de Direitos Difusos e Coletivos da Infância. Membro do Grupo Pediatria Lega da Sociedade de Pediatria de São Paulo – SPSP.

 

Raul Martínez Arreortua , Lic. en Sociología por la Universidad Iberoamericana Mexico. Mtro. en Pastoral Urbana por la universidad Lumen Gentium Mexico .  Tomo el curso de Pastoral Urbana en CESEEP. Pertenece a la Diócesis  de Valle de Chalco  Edo. Mexico.

Forma parte de la red de pastoral urbana Mexico.

 

Fernando Altemeyer Jr é mestre em Teologia e Ciências da Religião pela Universidade Católica de Louvain-La-Neuve na Bélgica (1993) e doutor em Ciências Sociais pela PUC-SP (2006). Atual chefe do Departamento de Ciências Sociais biênio 2020-2022. Leciona nas turmas de graduação da PUC-SP. Escreve em revistas e periódicos sobre Teologia e Religião.

 

José Oscar Beozzo é teólogo e historiador. Autor de inúmeros artigos e livros, especialmente sobre história da Igreja na América Latina e Caribe e sobre o Vaticano II. Vigário da Paróquia São Benedito,  diocese de Lins-SP. Coordenador Geral do Ceseep e membro da CEHILA.

 

Lourdes de Fatima Paschoaletto Possani é Doutora em Educação pela PUC-SP. Supervisora Escolar aposentada. Autora de livros e artigos sobre Currículo e Educação de Jovens e Adultos. Coordenadora Pedagógica do CESEEP.

 

 

 

 

2020-08-21T11:04:55-03:00

Um comentário

  1. Pablo Ramirez cardona 21 de julho de 2020 at 12:02 - Reply

    Saludos y muy buen día
    Me interesa tomar el curso estoy en México diocesis de tepic

Deixe um Comentário