Dom Pedro Casaldáliga escreve ao Frei Carlos Josaphat por ocasião dos seus 80 anos

O Profeta Pedro escreve ao Profeta Josaphat por ocasião dos seus 80 anos.
Que eles olhem por nós nesse “Brasil Urgente”.

 

AO PROFETA JOSAPHAT

Querido e venerável e garotão Frei Carlos Josaphat,
filho da senhora dona Emília,
companheio que sustenta a companheirada,
conversador saboroso como um prato típico de Minas Gerais,
exilado e cosmopolita,
cidadão crítico e eclesiástico livre,
intelectual orgânico do Reino, mestre espiritual,
publicista profético,
doutor em comunicação até para o Primeiro Mundo.
Teólogo de cátedra e de chão, para suíços e para sertanejos.

Passando pelas mãos de Vicente de Paula às mãos de Domingos de Gusmão,
sabes conjugar a misericórdia aberta e jovial com a teologia sólida e avançada,
pregoando o Evangelho,
forjando ontem e hoje o “Brasil urgente”,
excomungando “o Sistema desgraçadamente bem feito”
e desmascarando a ideologia desumanas.

Na contemplação e na libertação,
baralhando serenamente a Moral, o Amor e o Humor,
conjugando as três virtudes e as Três Pessoas,
a Comunhão divina e a Solidariedade humana,
trazendo de volta, para nossa hora,
o Patriarca profeta São Bartolomé de Las Casas

Querido Frei Josaphat,
bíblico de nome e de caminhada,
cabra branca de sabedoria
e coração vermelho de revolução,
fornido “cachorro” dominicano com a tocha da verdade e da liberdade
na boca e na vida:
Benditos sejam teus oitenta anos,
floridos e granosos de qualidade humana e de Reino de Deus!

Pedro Casaldáliga, livro Utopia Urgente

2020-11-10T11:55:59-03:00

Deixe um Comentário