Jesus Votaria? por Padre José Vanin Martins

Jesus votaria? Ao ver tantos e tantos políticos apelando para a Bíblia e para Deus; vendo tantos e tantos cristãos defendendo seus candidatos em nome do pastor, do padre, da bíblia e em nome de Deus, resolvi refletir mais sobre o assunto.

Jesus sempre exerceu sua cidadania e foi um HOMEM POLÍTICO. Denunciou a política governamental: o povo era ovelha sem governo e passava fome (Mc 6,34-44). Denunciou a exploração de viúvas pela liderança religiosa (Lc 23,14). JESUS foi julgado, crucificado e morto pelo resultado de suas escolhas. JESUS morreu pelos pecados dessas denúncias e pelo pecado da nossa irresponsabilidade religiosa e política. RELIGIOSA: desconhecemos, não fazemos a vontade do PAI e simplesmente seguimos uma religião. POLÍTICA: acabamos idolatrando cegamente um candidato ou um partido político com seu histórico de corrupção e exploração. Com facilidade seguimos e defendemos um político sem nos perguntar qual é a VONTADE DO PAI.

JESUS deixou algumas pistas maravilhosas sobre a política.

Com certeza, Jesus NÃO VOTARIA: 1) Em quem não defende as prostitutas (Lc 8,1-10) e afirmou (Mt 21,31) que as prostitutas entrariam por primeiro no Reino dos Céus; 2)- Em quem não defende os trabalhadores em suas necessidades de trabalho e de justo salário (Mt 20,1-16); 3)- Em quem faz distinção de pessoas (Mt 5,43-48); 4) Em quem usa da religião em busca da aparência e dos primeiros lugares, como também em autoridades hipócritas, sejam juízes ou doutores (Mt 23,1-36) 5) e ainda JESUS NÃO VOTARIA naqueles que buscam o crescimento de seu partido ou religião as custa da enganação e da ganância (Lc 12,1-21).

Vamos buscar outras pistas?

Padre José Vanin Martins.

 

2018-09-17T13:01:27+00:00

Deixe um Comentário